quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Por que gostam os escritores de gatos? Ou por que gostam os gatos dos escritores?


“Se um homem pudesse ser cruzado com um gato, melhoraria o homem mas deterioraria o gato” – Mark Twain

O mundo que Deus criou...


A natureza não é para nós. Ela é parte de nós. Ela é parte de sua família e de seu mundo. (Sabedoria Nativa Americana)

preste atenção...


Tenho força para manter a calma diante das mudanças.

ORAÇÃO DA NOITE


Boa noite, Pai.
Termina o dia e a Ti entrego o meu cansaço.
Obrigado por tudo e perdão.
Obrigado pela esperança que hoje animou meus passos.
Pela alegria que vi no rosto das crianças.
Obrigado pelo exemplo que recebi dos outros.
Obrigado também pelo que me fez sofrer ...
Obrigado, porque naquele momento de desânimo
Me lembrei de que Tu és meu Pai.
Obrigado pela luz, pela noite, pela brisa, pela comida,
Pelo meu desejo de superação.
Obrigado Pai, porque me deste uma mãe
Compreensiva e carinhosa.
Perdão também, Senhor ...
Perdão por meu rosto carrancudo.
Perdão porque me esqueci de que não sou filho único,
Mas irmãos de muitos.
Perdão Pai, pela falta de colaboração,
Pela ausência de espírito de servir.
Perdão porque não evitei aquela lágrima, aquele desgosto.
Perdão por ter aprisionado em mim a Tua mensagem de Amor.
Perdão porque não estive disposto a dizer "sim", como Maria.
Perdão por aqueles que deveriam pedir-Te perdão
E não se decidem a fazê-lo.
Perdoa-me Pai, e abençoa meus propósitos para o dia de amanhã.
Que ao despertar, me domine um novo entusiasmo.
Que o dia de amanhã seja um contínuo "sim", numa vida consciente.
Boa noite Pai, até amanhã.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Homem do signo de capricórnio

Tímido e educado, o homem do signo de capricórnio segue sua vida sempre pensando no melhor para ele. As pessoas olham e acham que ele é fechado. Quem não o conhece direito, acha que ele é egoísta, mas isso tudo acontece porque o capricorniano não costuma se abrir com qualquer um.
 O nativo de capricórnio é um sujeito “frio”, mas quando está amando é a pessoa mais amável e fiel que se pode conhecer. É difícil para ele se apaixonar, mas na hora que ocorre, se entrega de corpo e alma ao relacionamento. Mesmo com toda dificuldade de demonstrar afeto, o capricorniano gosta de dar e receber carinho. Porém, para isso ocorrer, ele tenta se assegurar de que está lidando com o real “amor da vida” dele. Ele evita demonstrar seu sentimento para qualquer pessoa.
O beijo de um capricorniano – Discreto e sério, o nativo de capricórnio não costuma sair beijando por beijar, muito menos em lugares públicos. Afinal, ele não tem essa coisa de “ficar por ficar”.

“Amarás teu próximo como a ti mesmo”

O dia 20 de dezembro é o dia mundial da bondade? Pois é, existe um dia internacional da bondade, um dia específico para comemorar a bondade das pessoas. E você, neste quesito, o que tem para comemorar? Quantas pessoas você ajudou nos últimos tempos? Coincidência ou não, o dia da bondade é próximo ao natal, época em que revemos nossas ações, pensamos no próximo ano, época de rever amigos, familiares, entre outras tantas coisas que só lembramos nesta época. E por falar em natal, esta é uma data que não serve apenas para comer, beber e entregar ou receber presentes. É uma data cheia de significados, e importante para a história da humanidade.
 Ajudar alguém, compartilhar aquilo que temos com os outros, praticar pequenas gentilezas no dia-a-dia, coisas simples, mas que parecem tão difíceis de serem praticadas.

Pense em bondade...

Selo - amiga Sandra



Fecho os olhos, tenho pensamentos positivos, inspiro e expiro bondade.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

ORAÇÃO DA PROSPERIDADE, TRABALHO E SUCESSO


Ó Senhor, me alegro em vossa força  e exulto de alegria em vosso auxílio, por isso a vós me dirijo, cofiante em vosso poder, pois havereis de transformar meu nome numa benção e de cobrir-me de alegria em vossa face.
É de vós que vem a riqueza e a glória, sois vós o Senhor de todas as coisas, por isso suplico-vos:  Vós, que tendes em vossas mãos a força e a riqueza, abençoai o meu trabalho (ou concedei-me a graça de ter um trabalho), pois é a vossa mão que tem o poder de dar a tudo grandeza e solidez. (1 Cr 29, 11-12).

Fazei que eu ande em vossos caminhos, Senhor, e que minha terra dê seus produtos e as árvores de meus campos se carreguem de frutos espirituais e materiais (Lev 26), que eu coma vosso pão até a saciedade e habite em segurança em minha morada, que haja paz em minha casa, minha terra, que meu sono seja tranquilo.
Afastai de meus caminhos meus inimigos, caiam todos diante de vossa espada, multiplicai minhas colheitas, meus resultados e lucros, não rejeiteis minha alma.

Andai no nosso meio e fazei-me vosso servo. Aquilo que me dás que aos necessitados jamais negue e nunca esqueça de cumprir com vossos mandamentos, de amar ao próximo como a mim mesmo e a vós acima de tudo.

Senhor, que eu não ande ansioso pela vida, porque a vida é mais que o alimento e o corpo mais que as vestes e  se vós vestis os lírios e alimentais os pássaros do campo, também por vós serei protegido e nunca me há de faltar os bens necessários para a vida.

Livrai-me da avareza, cobiça, do amor ao dinheiro, raiz de todos os males, que a prosperidade venha a mim e que eu a use com sabedoria e amor.

Lembrai-vos de vosso servo, São José, o justo, o carpinteiro, pai adotivo de vosso Filho, patrono dos trabalhadores, e por sua intercessão concedei-me a graça que vos peço.

São José, homem justo e trabalhador, intercedei por mim para que imite vossas virtudes e tenha prosperidade, conforme a vontade celeste, força, beleza e graças espirituais, materiais e luz da sabedoria divina para guiar-me.

Ó Virgem fecunda, Senhora Rainha, Santa Maria, que nos destes a Riqueza e a Plenitude da Vida que é Jesus, acompanhai-me com vossas orações  e que por onde eu passar, siga-me o sucesso, a prosperidade e o poder, pois vós, Senhora , mais poderosa que exércitos em ordem de batalha, estais comigo e que eu nunca deixe de buscar a humildade e a caridade para com o próximo, que é a verdadeira riqueza cristã.

domingo, 10 de dezembro de 2017

Sex And The City Closing Theme

Santa Claus, o Papai Noel!!

1881 illustration by Thomas Nast who, along with Clement Clarke Moore's poem "A Visit from St. Nicholas", helped to create the modern image of Santa Claus

   Papai Noel (Português Brasileiro) ou Papai Natal (Português europeu) ("Noël" é natal em francês) é uma figura lendária que, em muitas culturas ocidentais, traz presentes aos lares de crianças bem-comportadas na noite da Véspera de Natal, o dia 24 de dezembro, ou no Dia de São Nicolau (6 de dezembro).
  Conforme a lenda, Papai Noel mora no Extremo Norte, numa terra de neve eterna. Na versão americana, ele mora em sua casa no Polo Norte, enquanto na versão britânica frequentemente se diz que ele reside nas montanhas de Korvatunturi na Lapônia, Finlândia. Papai Noel vive com sua esposa Mamãe Noel, incontáveis elfos mágicos e oito ou nove renas voadoras. Outra lenda popular diz que ele faz uma lista de crianças ao redor do mundo, classificando-as de acordo com seu comportamento, e que entrega presentes, como brinquedos ou doces, a todos os garotos e garotas bem-comportados no mundo, e às vezes carvão às crianças mal comportadas, na noite da véspera de Natal. Papai Noel consegue esse feito anual com o auxílio de elfos, que fazem os brinquedos na oficina, e das renas que puxam o trenó.
 A última e mais importante característica incluída na figura do Pai Natal é sua blusa vermelha e branca. Antigamente, ele usava trajes verde e costumava usar um gorro também verde na cabeça.
Seu atual visual foi obra do cartunista Thomas Nast na edição de 1 de Janeiro de 1863 da revista Harper's Weeklys. Em alguns lugares na Europa, contudo, algumas vezes ele também é representado com os paramentos eclesiásticos de bispo, tendo, em vez do gorro vermelho, uma mitra episcopal.
 Na Finlândia todas as cartas dirigidas a Papai Noel ou Santa Claus e com endereço Lapônia ou Pólo Norte são direcionadas para a agência em Rovaniemi (capital da província laponesa), e segundo a própria agência, o endereço correto é: Santa Claus, 96930, Círculo Polar, Finlândia. As cartas recebidas com remetente recebem uma resposta em oito idiomas diferentes.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

dia de oxum e iemanja


      (A Imaculada Conceição é, segundo o dogma católico, a concepção da Virgem Maria sem mancha. O dogma diz que a Virgem Maria foi preservada por Deus da falta de graça santificante que aflige a humanidade, pois ela estava cheia de graça divina. A festa da Imaculada Conceição, comemorada em 8 de dezembro, foi definida como uma festa universal em 1476 pelo Papa Sito IV. No sincretismo da umbanda e no candomblé ela é conhecida como: Oxum, a Deusa dos lagos, rios e cachoeiras. Também está fortemente relacionada à sensualidade, pois é considerada a deusa da beleza. No Brasil, sua imagem está relacionada ao ouro, o metal mais precioso que temos. Pode ser também considerada a deusa das artes, do dinheiro e da riqueza, associando-a ao luxo e requinte. Seus filhos prezam demais pela verdade, lealdade que colocam acima de qualquer coisa na vida).

dia de nossa Senhora Imaculada Conceição

  A Imaculada Conceição ou Nossa Senhora da Conceição é, segundo o dogma católico, a concepção da Virgem Maria sem mancha (em latim, macula) do pecado original. O dogma diz que, desde o primeiro instante de sua existência, a Virgem Maria foi preservada por Deus da falta de graça santificante que aflige a humanidade, porque ela estava cheia de graça divina. A Igreja Católica também professa que a Virgem Maria viveu uma vida completamente livre de pecado. A festa da Imaculada Conceição, comemorada em 8 de dezembro, foi definida como uma festa universal em 28 de fevereiro de 1476, pelo Papa Sisto V.
  A Imaculada Conceição foi solenemente definida como dogma pelo Papa Pio IX em sua bula Ineffabilis Deus em 8 de Dezembro de 1854. A Igreja Católica considera que o dogma é apoiado pela Bíblia (por exemplo, Maria sendo cumprimentada pelo Anjo Gabriel como "cheia de graça"), bem como pelos escritos dos Padres da Igreja, como Irineu de Lyon e Ambrósio de Milão.

Dia da família


Origem do Dia Nacional da Família

O Decreto de Lei nº 52.748, de 24 de outubro de 1963, intitula 8 de dezembro como sendo o Dia Nacional da Família. A data foi escolhida por coincidir com o Dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição.
Por este motivo, a data era considerada um feriado religioso antigamente, porém, hoje em dia é facultativo.
 Esta data foi instituída pelo Decreto nº 52.748, de 1963. Segundo o texto, na família ideal existe amor, confiança, cooperação, respeito, obediência, compreensão e tolerância. A partir dela, adotamos valores e formamos nossa identidade.
Na Idade Média, as crianças não costumavam receber atenção e carinho. O pai era considerado superior aos outros membros da família e os casamentos eram arranjados de acordo com interesses financeiros.
Mas o romantismo europeu do século XVIII modificou este modelo. A privacidade passou a ser mais valorizada, assim como a formação pessoal, moral e espiritual das crianças. A afetividade tornou-se o principal laço entre cônjuges, pais e filhos.
A emancipação das mulheres, no século XX, acarretou novas transformações. Hoje muitas famílias são sustentadas e chefiadas por elas. Há também diversas famílias monoparentais, em que os filhos são criados só pelo pai ou só pela mãe.
Além disso, com o aumento dos divórcios, é comum a convivência na mesma casa entre os filhos dos primeiros casamentos e o novo marido da mãe ou a nova mulher do pai.
No Brasil, a taxa de fecundidade tem diminuído e as famílias estão cada vez menores. Outra novidade é que, diante do aumento do número de idosos, muitas crianças são cuidadas e sustentadas pela avó ou pelo avô.

IGREJA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DA PRAINHA E SEMINÁRIO DA PRAINHA

 


         A Igreja foi inaugurada no dia 08 de dezembro de 1841, sendo celebrada sua primeira missa, no local chamado Outeiro da Prainha. Teve como projetista o arquiteto Antônio José Seiffert, tcheco de Carisbad. Em estilo neogótico, possui um altar em cerâmica e mármore com 23 imagens que vieram da Europa, azulejos pintados a fogo pelo artista João Francisco de Oliveira, que também confeccionou algumas imagens sacras. Em 1864 foi elevada à categoria de reitoria tendo como primeiro vigário o padre lazarista francês Pierre Auguste Chevallier (1831 - 1901).
         Primeira Instituição de ensino superior do Ceará, o Seminário Provincial da Prainha. Estudaram religiosos, arcebispos de capitais brasileiras, o religioso Dom Helder Câmara, etc.

sábado, 2 de dezembro de 2017

FEITIÇO DO VENTO


Quando você desconfiar que as coisas não estão indo bem por um motivo invejoso, ou percebendo que alguém te enviou algo que esta te atrapalhando, use os poderes de Paralda, rei dos Silfos do elemento Ar.
Serve também para maldições jogadas oralmente, aquelas tradicionais pragas, sabe?
Um dia com muito vento, pegue um pouco de açúcar , sal e farinha de trigo, misture bem em uma vasilha, coloque tudo na palma da mão.
Vá a uma varanda alta, sacada de um apartamento, ou mesmo em uma ponte, abra devagar sua mão e enquanto o vento leva, repita:
“VENTO QUE SOPRA NOS CAMPOS ,
VENTO QUE CARREGA AS SEMENTES,
LEVA A MALDIÇÃO A MIM ENVIADA,
E QUE A ALEGRIA NA MINHA VIDA TU VENTES.
ASSIM SEJA E ASSIM SE FAÇA.”
Peça mentalmente que Paralda leve para longe todos os males que estão em você.

Ernest Hemingway

Ernest Miller Hemingway (Oak Park, 21 de julho de 1899 - Ketchum, 2 de julho de 1961)  foi um escritor norte-americano. Trabalhou como correspondente de guerra em Madrid durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Esta experiência inspirou uma de suas maiores obras, Por Quem os Sinos Dobram.
 
A vida e a obra de Hemingway têm intensa relação com a Espanha, país onde viveu por quatro anos. Uma breve mas marcante passagem para o escritor americano, que estabeleceu uma relação emotiva e ideológica com os espanhóis. Em Pamplona, em meados do século XX, fascinou-se pela tauromaquia, chegando a tourear como amador, experiência que abordaria no seu livro O Sol Também Se Levanta (1926).

Romances:

  • 1925 - The Torrents of Spring
  • 1926 - The Sun Also Rises (br: O Sol Também Se Levanta)
  • 1929 - Adeus às Armas
  • 1937 - Ter e Não Ter
  • 1940 - Por Quem os Sinos Dobram
  • 1950 - Across the River and Into the Trees (Do Outro Lado do Rio e Entre as Árvores)
  • 1952 - O Velho e o Mar
  • 1962 - Aventuras de um Homem Jovem
  • 1970 - As Ilhas da Corrente
  • 1986 - br: O Jardim do Éden

sábado, 18 de novembro de 2017

Novas Dicas


Dicas de presentes
 A procura pelo presente ideal talvez seja a parte mais estressante no Natal.
 1. Procure negociar com as crianças para que elas deem um brinquedo velho em troca de um novo.
 2. A partir dos 15 e 16 anos, não há problema em dar dinheiro. Mas, se for o sobrinho ou afilhado, consulte antes os pais dele. Quem faz aniversário nessa época deve ganhar dois presentes.
 3. Família, amigos & cia: Uma garrafa de bebida pode parecer presente comprado de última hora ou pego em casa. Só escolha se o presenteado for um grande apreciador da bebida.
    4. Vale-livro é impessoal, mas pode ser uma saída se você não conhece bem o presenteado.
         5. Capriche na embalagem. Um lindo pacote cria entusiasmo e suspense, além de valorizar qualquer lembrança. 
         6. Contorne situações constrangedoras. Uma boa dica é evitar presentes que dependam de tamanho, como roupas e sapatos. Ganhou o mesmo livro pela terceira vez? Faça uma cara de contente, agradeça e troque-o. 
        7. Um subordinado não deve dar presente para o chefe. A pessoa pode se sentir na obrigação de retribuir e provocar ciúme nos outros empregados. Mas toda regra tem uma exceção - e, neste caso, é da secretária, cujo cargo pode implicar relações mais próximas com o chefe e sua família. Mas vale a regra do presente simples e barato, de preferência que possa ser usufruído por toda a família dele. 
        8. Ao presentear os colegas, evite dar lingeries, meias, pijamas e perfumes. Uma joia pode ser mal interpretada. E não entregue o presente no escritório, para não causar constrangimento a quem não recebeu nada.
Folha de S. Paulo

terça-feira, 14 de novembro de 2017

VINHO QUENTE


5 xíc (chá) vinho tinto seco, 1 xíc (chá) água, 1 canela pau
10 cravos-da-índia, raspas de casca de 1 laranja
1 maçã, s/ casca, em cubos, 1 col (sopa) açúcar
Ferver o vinho, água, canela, cravos, raspas da casca de laranja e maçã. Após a fervura, cozinha em fogo alto por uns 10 min. Retirar e pôr açúcar. Mexer.

Magia para se livrar de algo


Sempre temos umas coisinhas atrapalhando o desenrolar de algo que queremos muito, ou simplesmente incomodando.
Esta magia serve para se ver livre de pessoas, objetos ou até mesmo situações.
Você vai precisar de um papel sem pauta virgem, um lápis, uma vela (acesa), uma pinça e muita vontade de ser ver livre de alguma coisa.
Não tem dia certo nem horário, basta sua força de vontade.
No papel escreva bem nítido o que você quer que desapareça da sua vida.
Dobre em dois, e com o auxilio de uma pinça, segure bem na pontinha e queime, deixando virar cinzas em um pires, panela, seu caldeirão, enfim, onde der para você retirar e colocar na palma de sua mão.
Enquanto queima mentalize seu desejo realizado!
Feito?
Agora, com as cinzas na mão, vá até um local onde bata muito vento, pense em Paralda (Rei dos Silfos) e peça sua presença.
Aos poucos, esfregue as cinzas de sua mão deixando sair aos poucos ao vento e diga:
“Vento que passas,
Leva contigo este pedido,
Que em pó transformei,
Não quero (……….) mais.
Leva e me livre disto,
Pois hoje vou dormir,
E amanhã (……….),
Será somente lembranças.
Silfos amados,
Levem com sua força,
E deixem no deserto,
Agora é tudo que peço!
Que assim seja!
Assim será!”
Quando estiver satisfeito(a), agradeça a presença de Paralda, e aguarde o resultado certeiro!

domingo, 5 de novembro de 2017

5 de novembro: Dia Nacional da Cultura

Celebrado anualmente no dia 5 de novembro, o Dia Nacional da Cultura, estabelecido por lei em 1970, marca o aniversário de nascimento do jurista, político, escritor e diplomata Rui Barbosa (1849-1923).
 E não só por ser o Dia Nacional da Cultura, mas também o da língua portuguesa e o do cinema brasileiro, duas áreas consideradas estratégicas pelo Ministério da Cultura (MinC).
 Além da Cultura, comemora-se, todo 5 de novembro, o Dia Nacional da Língua Portuguesa. É o sexto idioma mais falado no mundo, presente em nove países como língua oficial e em quatro continentes. A expectativa é que, em 2050, 337 milhões de pessoas falem o idioma.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Dia Mundial...



“Os animais que você come não são aqueles que devoram outros, você não come as bestas carnívoras, você as toma como padrão. Você só sente fome pelas criaturas doces e gentis que não ferem ninguém, que o seguem, o servem, e que são devoradas por você como recompensa de seus serviços.” - Jean-Jacques Rousseau (em "Emile")

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Como vai??


PIMENTÃO RECHEADO COM ERVA-DOCE


4 pimentões vermelhos, grandes
2 bulbos de erva-doce
200g de tomates-cereja
1 col (chá) pimenta-rosa
1 col (café) noz-moscada ralada
1/2 col (chá) sementes de erva-doce
sal
Preaqueça o forno. Corte cada pimentão no sentido do comprimento e retire as sementes. Coloque as metades de pimentão em uma assadeira. Retire a polpa dos tomates; Divida-as em oito partes e coloque dentro de cada pimentão. Corte os bulbos em oito partes, coloca em uma panela com um pouco de sal e despeje água fervendo e escalde-os por uns min. Escorra, deixa esfriar e ponha duas fatias em cada metade de pimentão; Esmague levemente as pimentas e sementes de erva-doce em um pilão. Espalhe-os sobre a erva-doce e tempere com sal e noz-moscada. Coloque no forno e asse por cerca de 1 hora até que estejam bem macios. Quando tirar do forno, borrife suco de limão e sirva frio.

sábado, 21 de outubro de 2017

Mundo dos Animais



Os animais não são mobília. Não são brinquedos, objetos descartáveis ou decoração velha. Os animais não se podem deitar fora quando já não precisamos deles, quando nos estão a incomodar ou quando se tornam um peso que não previmos. 
Todo o ambiente que rodeia um animal o afeta emocionalmente (e fisicamente), pelo que é preciso ter um grande cuidado, respeito e consideração por eles. Pela vida deles.
No entanto acabam abandonados, todos os dias aparecem novos casos. Em Portugal, foram abandonados 30 mil animais só em 2013, um número que duplicou em cinco anos. O Brasil tem mais de 30 milhões de animais abandonados, com um aumento de abandonos que chega aos 70% durante as férias.
Os números são explícitos e falam por si próprios, mas a pergunta que fica é… como é possível abandonar assim os animais?
No Mundo dos Animais procuramos sempre abordar de uma forma moderada o conceito de amigo dos animais. Não fazemos comparações, por exemplo, o valor de uma vida humana ao valor da vida de um animal ( e muito menos entramos pela misantropia).
Mas a ciência tem comprovado o que o bom senso há muitos nos dizia através das palavras de Jeremy Bentham – Não importa se os animais são incapazes ou não de pensar. O que importa é que são capazes de sofrer.
Nesta página vamos abordar várias questões relacionadas com o abandono, em especial durante as férias que é o período em que os números disparam por completo, bem como as formas de o prevenir.
Já ouviu certamente dizer que a prevenção é o melhor remédio e neste caso, não é diferente.
O abandono combate-se não abandonando. Demasiado óbvio e mais fácil escrever do que concretizar, seguramente.
Contudo, o planejamento (antes) e a mentalidade correta na relação com os animais (durante) podem ser a chave que tanto desejamos encontrar para resolver este flagelo da nossa sociedade (depois). Um flagelo que nos deveria deixar envergonhados enquanto animais racionais e espécie civilizada.
Temos as armas para o fazer.
Os animais sentem e sofrem em medidas muito iguais a nós próprios: o que lhe dói a si, também dói a eles e isso aplica-se tanto a um pontapé (físico), como ao sentimento da solidão (emocional), como à agonia da não ter o que comer (sobrevivência).




Os animais são todos os anos vistos como um problema quando as famílias planeiam as suas férias. Os canis ficam superlotados e a grande maioria dos animais que neles são recolhidos acabam eutanasiados em poucos dias.
Morrem.
Embora nem só as férias sirvam de pretexto para abandonar um animal, uma larga percentagem dos abandonos poderia ser evitada com um pouco de conscientização e planejamento.

Antes de adotar ou comprar um animal, pense duas vezes. Ou três.

Antes de decidir adotar ou comprar um animal, deve colocar em cima da mesa, com a sua família (ou quem mais viva na mesma casa), todos os cenários possíveis.



Para começar, as questões financeiras. Sobretudo nos dias que correm, com a crises econômica a preencher as primeiras páginas dos jornais, esta tem de ser uma questão da máxima prioridade na hora de decidir avançar para a adoção de um animal.
Cães e gatos necessitam de alimentação diária e cuidados veterinários imprescindíveis como a vacinação e desparasitação, já para não falar de problemas de saúde e acidentes, que surgem sem avisar e cujos tratamentos são dispendiosos.
É importante avaliar a estabilidade financeira e o impacto no orçamento que um animal pode causar. Aquele pensamento comum de onde comem três também comem quatro pode revelar-se perigoso.
As férias, como já se viu, devem merecer uma atenção muito especial. Não deve deixar esse assunto para um depois vê-se, pois é meio caminho andado para não se ver nada de bom.
Se o seu animal vai ser um fardo quando quiser fazer as férias, a atitude mais sensata é não o comprar nem o adotar. Se quer mesmo ter um animal, então pense antecipadamente num plano para deixar o animal em boas mãos, ou então escolher destinos de férias que aceitem animais e assim levá-lo junto.
Se adquirir um cão de raça pura, pode precaver-se escolhendo um cão de caça pequeno. Se estiver a adotar um cão sem raça definida e que ainda não seja adulto, pode crescer mais do que está à espera.
A verdade é que muitas vezes os animais são abandonados por terem ficado grandes demais. Contacte um responsável ou voluntário em qualquer associação e protetora de animais e certamente terão casos destes para lhe contar.

Ter um animal não é um direito, mas sim um luxo, que exige disponibilidade financeira, tempo livre, trabalho, preocupações e muita, muita responsabilidade.
É um ser vivo que tem direitos constituídos, que tem sentimentos, que se afeiçoa aos seus donos.
Mas é também um ser irracional, que não compreende o porquê de ser feliz durante alguns meses e depois ser despejado na rua, sem condições, sozinhos e praticamente condenado.
Ninguém deve comprar ou adotar um animal, caso não tenha condições para ficar com ele e dar-lhe os cuidados básicos, até ao fim da sua longevidade natural.
E se gosta mesmo de animais ou pretende ajudar os animais abandonados, mas não tem condições para ficar com eles definitivamente, torne-se voluntário numa associação ou ofereça-se como FAT (Família de Acolhimento Temporário).
A responsabilidade e a noção do que se pode ter ou não ter, é muito importante em toda a nossa vida.
E não abandone nunca, evidentemente.
O seu animal não merece ficar sozinho à mercê da (pouca) sorte.
Tendo em conta as diversas opções disponíveis, a nível de serviços ou mesmo alguma criatividade pessoal, não existe qualquer justificação para abandonar os animais durante as férias, seja qual for a situação.
Se prefere deixar o seu animal ao cuidado de outrem enquanto vai de férias, existem hotéis e serviços de pet-sitting que tomam conta do seu animal e lhe proporcionam todos os cuidados necessários.
É falsa a ideia de que um animal, se for abandonado, consegue desenrascar-se.
Também é falsa a ideia de que alguém vai pegar no animal e levá-lo para sua casa. Não conte com isso.
Não se pode socorrer da ideia do instinto selvagem pois se temos cães e gatos em casa, é precisamente porque estes foram domesticados. Serem fisicamente parecidos com os seus parentes selvagens não faz deles animais selvagens.
A escassez de alimento, de água, de abrigo e de segurança, deixa os animais com poucas hipóteses de sucesso. Já para não falar das doenças que podem contrair nas ruas e da reprodução, que leva ao nascimento de inúmeros animais sem teto.
No caso do alimento, é necessário compreender que os instintos de caça praticamente não existem nos animais de estimação, sobretudo nos cães, pois foram habituados a receber a sua ração pronta e a horas sem necessidade de a procurar e lutar por ela.
Os inúmeros animais recolhidos nas ruas em estado grave de subnutrição comprovam esta ideia. Alguns chegam a impressionar pelo seu aspecto físico debilitado, agonizados de fome, ficando difícil até salvar a vida do animal. A vida do animal.
Repetiremos isto vezes sem conta: não compre, não adote e não tenha animais em casa, se não tiver as condições para cuidar deles até ao fim da sua longevidade natural.
Você é a vida dos seus animais.