domingo, 14 de janeiro de 2018

Janeiro


Às vezes não é fácil evitar indagações do tipo "por que comigo? Como? Para que? O que foi que eu fiz?" E o coração clama: "Deus, preciso de uma resposta! Preciso de um alívio para minha dor!"
Essas mensagens trazem alento, esperança, orientação prática e respostas que nos ajudam a ver o amor de Deus presente mesmo nas circunstâncias difíceis.
14 de Janeiro
      Tira para fora as suas ovelhas. (Jo 10.4.)
     Ah, esse é um trabalho penoso para Ele e para nós — é penoso para nós o sair, mas é geralmente penoso para Ele o causar-nos sofrimento; contudo, isso precisa ser feito. Não seria bom para o nosso verdadeiro bem-estar permanecer sempre numa situação feliz e cômoda. Por isso, Ele nos tira para fora. O redil fica vazio, para que as ovelhas possam vaguear pelos salutares flancos das montanhas. Os obreiros precisam ser atirados ao campo da colheita, de outra forma se perderão os preciosos grãos.
      Tomemos alento! Se Ele nos tira da proteção do aprisco, é porque ficar dentro não seria o melhor; e se a amorosa mão do Senhor nos faz sair, é porque isso é bom. Em Seu nome, avancemos para os pastos verdes, para as águas tranquilas e para os altos montes! Ele vai adiante.
      O que quer que nos espere no caminho, Ele O encontrará primeiro. Os olhos da fé podem sempre discernir, à frente, a Sua majestosa presença; se não pudermos reconhecê-la, então é perigoso avançar. Guardemos no coração esta palavra de ânimo: o Salvador já experimentou todas as dificuldades que agora Ele nos pede para enfrentar; e não nos pediria para atravessá-las, se não estivesse certo de que não são difíceis demais para nós, nem estão além das nossas forças.
      Assim é a vida abençoada: não fica ansiosa por ver à distância ou preocupada com o próximo passo; não deseja escolher o caminho nem se sobrecarrega com as responsabilidades do futuro; mas vai calmamente seguindo atrás do Pastor, um passo por vez.
      Eu vou andando com meu Pastor; Passo por passo. Não vejo ao longe, - Nem posso ver — Mas os caminhos a escolher Meu Pastor sabe; e me dirige, Passo por passo. Tudo Ele sabe; tudo conhece; Já palmilhou estes caminhos; Pode valer-me. E vai à frente Passo por passo. Pra me atacar, todo inimigo Terá primeiro de enfrentar O meu Pastor. E Ele me guarda Passo por passo.
      Que temerei, o meu passado? Seja por Ele achei perdão? Quanto ao futuro, Está guardado em Sua mão. Quanto ao presente...
      Eu vou andando com meu Pastor, Passo por passo.
     O pastor oriental ia sempre adiante das ovelhas. Qualquer ataque contra elas o tinha pela frente. Deus está adiante de nós. Ele está nos amanhãs. É o amanhã que enche os homens de pavor. Mas Deus já está lá. Todos os amanhãs da nossa vida têm que passar por Ele antes de chegarem até nós. — F. B. M.

sábado, 6 de janeiro de 2018

VISITA INESPERADA


Conta-se que uma mulher vivia sozinha e muito se lamentava de solidão e nenhuma companhia. Ninguém jamais aparecia em sua casa.
Certa manhã, chovia muito, e alguém bateu à sua porta: era um pequeno homem, tremendo de frio, molhado da cabeça aos pés. Vendo o visitante tão inesperado, imediatamente mandou que ele entrasse.
Ali, com as vestes pingando, ele ouviu a mulher que por mais de uma hora lamentou sua solidão e falta de companhia. Ela não lhe ofereceu roupas secas ou algo quente para se aquecer, tão envolvida que estava em suas próprias queixas.
Ele não tirava os olhos dos seus lábios em movimento ansioso, contínuo e disparado.
Cessada a chuva, ele fez menção de sair da casa, no que a mulher se inquietou:
"Espere! Nem sei seu nome! Você voltará? "
Ao que o homem reagiu, estendendo-lhe um papel totalmente seco, onde se lia:
Sou o Anjo Surdo. Só posso ouvir corações. Trago o remédio que cura a solidão, fazendo nascer amizades. Seu efeito não se manifesta naqueles que só falam de si e pensam apenas em si próprios.
Isto dito, desapareceu ... e nunca mais alguém bateu naquela porta.

COMPAIXÃO

Same Mistake by James Blunt (lyrics)

Horóscopo das plantas


Mananciais no Deserto



Para cada dia do ano, uma mensagem de encorajamento, de conforto, de esperança e de paz.
Os desertos da vida costumam aparecer de repente: lutas, conflitos íntimos, enfermidades, a perda de alguém muito querido... Às vezes, parece que nosso mundo desaba sobre nós. Perdemos a paz, a energia, vontade de lutar. Sentimo-nos exaustos e solitários.

6 de Janeiro
      Quando passares pelas águas eu estarei contigo. (Is 43.2.) Deus não abre de antemão o caminho à nossa frente, mas somente à medida que vamos dando cada passo. Ele não promete enviar ajuda antes de ser necessário. Ele não retira os obstáculos do caminho antes de chegarmos a eles. Mas quando chegamos ao extremo da nossa necessidade, ali está a mão de Deus, estendida. Muitos se esquecem disto e estão sempre ansiosos por causa das dificuldades que preveem para o futuro. Esperam que Deus esteja aplanando e abrindo o caminho, quilômetros à sua frente, quando Ele prometeu fazê-lo passo a passo, segundo a necessidade.
      Precisamos antes chegar às águas e entrar em sua correnteza, para então clamar pela promessa. Muitos temem a hora da morte e queixam-se de não terem "graça para morrer". É claro; não têm graça para morrer, enquanto estão com saúde, no meio dos afazeres diários, com a morte ainda à distância. Por que teriam a graça agora? É de graça para os afazeres, que precisam no momento — graça para viver. De graça para morrer precisarão quando chegar a hora da morte. — J. R. M. 
Disseste: "Ao passares pelas águas, Estarei contigo". Passei por águas fundas... E o que eu ouvira com meus ouvidos, Então provei — Tua presença esteve comigo! E eu Te vi no sofrer. Disseste:'Ao passares pelos rios, Não te cobrirão". Passei por rios turvos!... E o que eu ouvira com meus ouvidos, 
Passei a ver — A Tua mão me susteve à tona. E provei que és fiel. Disseste: "Ao passares pelo fogo, Não te queimarás". ... Eu não passei por fogo... 
Porém, se um dia for passar, (Meu Deus!) Eu sei Que estás velando pela Palavra, E a cumprirás! Pois eu ouvia com meus ouvidos, Senhor, mas hoje, Os meus olhos Te veem.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Casa 10 Capricórnio - aquele que atua no ambiente: 02 A SACERDOTISA


Arcano anterior O Julgamento em Sagitário.
Arcano seguinte A Justiça em Aquário
Capricórnio é responsabilidade sua propagar a divindade do princípio feminino da maternidade por onde passar, não importa sexo, o que importa é a valorização da mulher no aspecto que envolva a religiosidade.
O capricorniano que cultivar a valorização da vida se sentirá mais pleno, o que se afastar por descrença na divindade que habita em seu interior pode se sentir mais afastado de sua destinação de ser feliz.
Multiplique ao seu redor atitudes que sejam misericórdia e mente justas pois estará atuando com sua opinião e atuação na aplicação da Justiça divina, aquela que muitas vezes se permite atuar além da ignorância dos homens simbolizada pela venda de quem julga além das aparências, o que verdadeiramente tem de intenção nas profundezas de nossos desejos secretos, ofuscados pela aparência.
Será o responsável por remover o véu da mentira e possibilitar a atuação da verdade.
A verdade atrai melhores escolhas e por mais que pareça ser difícil desvendar, quando isto ocorre o alívio de se libertar da mentira é a primeira conquista.

HORÓSCOPO DAS ÁRVORES


"O Horóscopo das Árvores" é atribuído aos druidas - sacerdotes celtas que viveram nas regiões da Gália e da Irlanda durante a Idade Média que, além de realizar as funções sacerdotais, também se dedicavam aos estudos da magia, das propriedades curativas das plantas e dos corpos celestes.
 ***

CEDRO - 2 a 11 de janeiro e 5 a 14 de julho
Os nativos de cedro gostam de ser o centro das atenções. São inteligentes, práticos, bons administradores e buscam sempre satisfazer suas necessidades, tanto afetivas quanto econômicas. No amor são racionais, não se iludem e procuram alguém que tenha boas perspectivas em todos os setores da vida.